O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Notas - Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012
Publicado em: 23/02/2012

Notas - Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

Marco Fernandes/UFRJ 

          
     Ponte sustentada por cabos diminuirá em oito vezes 
     distância da Reitoria da UFRJ para a Linha Vermelha

Inaugurada ponte estaiada, ligando a Cidade Universitária da UFRJ à Linha Vermelha
Uma ponte estaiada (sustentada por cabos) que fará a conexão do campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Cidade Universitária, à Linha Vermelha (sentido Centro) foi inaugurada no dia 17 de fevereiro, em solenidade que contou com a presença do governador Sérgio Cabral, do prefeito Eduardo Paes e do reitor da UFRJ Carlos Antonio Levy da Conceição. Com 780 metros de comprimento e 180 de vão livre, a obra custou R$ 62 milhões. O dinheiro é proveniente de medida compensatória em razão do derramamento, pela Petrobras, de 1,3 milhão de litros de óleo na Baía de Guanabara, em 2000. A ponte, intitulada Ponte do Saber, é parte de um projeto mais amplo, iniciado em 2009, que inclui medidas de dragagem e recuperação dos manguezais que circundam a Cidade Universitária. Projetada pelo arquiteto Alexandre Chan, a obra já se tornou referência na paisagem, por causa do pilone de 91 metros de onde saem os 21 estais (cabos) que a sustentam – 15 frontais e seis na retaguarda. Toda em concreto branco, a ponte também ganhou tratamento especial antipichação. Se, até então, um veículo partindo da reitoria da UFRJ percorria 4 mil metros até entrar na Linha Vermelha, no sentido Centro, essa distância se tornou oito vezes menor, com a ponte. Mais informações: www.ufrj.br

Parceria entre Fiocruz e Jardim Botânico inaugurará Museu do Meio Ambiente
Uma parceria entre o Jardim Botânico do Rio de Janeiro e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) inaugurará em junho de 2012 o Museu do Meio Ambiente – projeto originário do Jardim Botânico. O novo espaço terá atividades integradas, em especial com o campus Mata Atlântica. O museu funcionará na sede histórica do Jardim Botânico, que está em reforma, e ganhará duas novas edificações de projetos vencedores do concurso público coordenado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil. Funcionarão ali três programas: de divulgação científica, educativo e de exposições. A Fiocruz já mantém parcerias com o Jardim Botânico por meio da cooperação técnica assinada em 2010, que descreve linhas de atuação conjunta, como projetos para o museu e outros de pesquisa no campus Mata Atlântica. Mais informações:
http://www.fiocruz.br/ccs/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=4525&sid=9

MBA da Coppead/UFRJ é citado entre os melhores pelo Financial Times
O jornal britânico Financial Times lista o curso do Instituto de Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppead/UFRJ) entre os cem melhores em 2012. O MBA oferecido pelo Coppead ficou em 51 lugar na lista elaborada pelo jornal para os 100 melhores cursos mundiais do gênero, e é o único brasileiro na lista. O curso está ao alcance dos estudantes brasileiros gratuitamente, tem dois anos de duração e não cobra anuidade. É exigido, no entanto, que o aluno se dedique exclusivamente às aulas por pelo menos 18 meses. Diante das taxas cobradas pelas escolas internacionais que figuram no ranking, que costumam ultrapassar US$ 100 mil por ano, o MBA do Coppead ficou em segundo lugar na lista do melhor "custo-benefício" para o estudante (considerada a relação entre o valor investido para a formação e o aumento salarial conquistado pelo aluno após a conclusão). Segundo a análise do Financial Times, após terminar o curso no instituto da UFRJ, o estudante consegue um incremento médio no salário da ordem de 150%. Mais informações:
http://www2.coppead.ufrj.br/port/

Uerj assina acordo de cooperação técnica na área automotiva
Um acordo de cooperação técnica entre a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e a PSA Peugeot Citroen, multinacional do setor automobilístico, foi firmado no município de Porto Real, no início de fevereiro. O acordo permitirá o desenvolvimento de parcerias para projetos de pesquisa e desenvolvimento, além da criação de cursos de extensão na área automotiva. O convênio foi viabilizado pelo Centro de Desenvolvimento de Inovação Tecnológica (CDIT), cuja proposta é estimular parcerias com indústrias no setor privado ao atuar como órgão de fomento de inovação e de desenvolvimento tecnológico. Para o diretor do CDIT, Alexandre Alvarenga, o acordo, inovador e único no estado, permitirá oportunidades de estágios, montagem de laboratórios e troca entre profissionais. Mais informações: www.uerj.br

Estudantes brasileiros disputam competição de matemática na Romênia
O Brasil participa pela terceira vez da 5 Romanian Master of Mathematics (RMM), competição que acontecerá de 29 de fevereiro a 4 de março, na cidade de Bucareste, Romênia. Reunindo jovens talentos da matemática, o evento convoca os países com melhor desempenho na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO). Nesta edição de 2012, o País será representado pelos estudantes Matheus Secco Torres da Silva – único do Rio –, André Macieira Braga Costa, de Belo Horizonte, Henrique Gasparini Fiúza do Nascimento, de Brasília, João Lucas Camelo Sá, de Fortaleza, Maria Clara Mendes Silva, de Pirajuba (MG), e por Rafael Kazuhiro Miyazaki e Rodrigo Sanches Angelo, ambos da capital paulista. A competição é organizada desde 2007 pela Escola Nacional de Informática "Tudor Vianu", em colaboração com a Sociedade Científica Romena de Matemática e o Ministério de Educação, Investigação e Juventude. A participação brasileira no evento é organizada através da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), iniciativa que promove a melhoria do ensino e descoberta de talentos para a pesquisa em matemática nas modalidades de ensino fundamental e médio nas escolas públicas e privadas de todo o Brasil. A Olimpíada Brasileira de Matemática é um projeto conjunto do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) com a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), que conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Matemática (INCT- Mat). Além do Brasil, participam as delegações da Alemanha, Bielorússia, Bulgária, Coréia do Sul, China, Estados Unidos, Hungria, Itália, Irã, Japão, Peru, Polônia, Reino Unido, Romênia, Rússia, Sérvia e Ucrânia. Mais informações:
http://rmm.lbi.ro/index.php?id=home

UFRJ organiza rali de barcos movidos a luz solar
A cidade de Florianópolis sediará, até esta sexta-feira, 24 de fevereiro, o Desafio Dólar Brasil (DSB) – rali de barcos movidos a energia solar desenvolvidos por equipes universitárias de todo o País. A regata visa estimular e divulgar o potencial das fontes limpas de energia no desenvolvimento de embarcações. Para apoiar a iniciativa, a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) concedeu R$ 150 mil em recursos não reembolsáveis, que foram utilizados na compra de 90 painéis solares fotovoltaicos, doados às equipes das universidades e instituições participantes. Com duas categorias - catamarã e monocasco -, o Desafio permite que as equipes desenvolvam embarcações e circuitos elétricos alimentados exclusivamente por energia solar. Ganha quem chega primeiro. Realizado anualmente desde 2009, o Desafio é a versão brasileira do Dong Energy Frisian Solar Challenge, campeonato mundial de barcos solares realizado na Holanda que conta com mais de 40 equipes de oito países. A ideia de fazer uma versão no Brasil surgiu em 2008, quando a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi convidada a participar do evento. De acordo com o idealizador do DSB e coordenador do laboratório Polo Náutico da UFRJ, professor Fernando Amorim, a universidade buscou diversos patrocinadores para viabilizar sua participação. Os cariocas conseguiram o 4 lugar na categoria Classe A e o 7 lugar na classificação geral entre 43 equipes europeias. Além das regatas, os barcos competem em provas de desvio de boias, aceleração e revezamento de pilotos. Ao final do evento, os participantes não precisam devolver as placas fotovoltaicas - uma forma de permitir que os grupos deem continuidade aos estudos em suas instituições. Além disso, as equipes podem competir com um barco próprio ou utilizar uma das embarcações disponibilizadas pelo Polo Náutico. Para que a participação no Desafio não se restringisse às poucas escolas de engenharia naval do Brasil - são três no total - a UFRJ projetou uma embarcação padrão, um catamarã de 6m, e se comprometeu a construir os cascos para todas as equipes que não reunissem condições técnicas e materiais. Mais informações: http://www.dsbflorianopolis.com

Jornalista cria blog com informações sobre divulgação científica
O jornalista Bruno Lara, que trabalhou na assessoria de comunicação do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) e atualmente faz mestrado em Ciência da Informação na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no Instituto Brasileiro de Ciência e Tecnologia (Ibict) acaba de criar um blog com informações sobre divulgação científica. No espaço ele publica notícias, indicações de artigos e eventos, dicas de livros, links para documentos, vídeos, entrevistas, entre outros conteúdos relacionados à popularização do conhecimento em C&T. A proposta, segundo ele, é divulgar ideias e informações, além de contribuir para os estudos de outros pós-graduandos, ou mesmo pessoas fora da academia que se interessam pelo tema. Mais informações:
http://dissertacaosobredc.blogspot.com

Projetos ambientais ganham linha de crédito governamental
O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciaram na segunda-feira (13) uma nova modalidade de crédito para projetos relacionados a ações de mitigação e adaptação às mudanças climáticas e a redução de emissões de gases do efeito estufa. Podem ser financiados, por exemplo, máquinas e equipamentos novos e nacionais com maiores índices de eficiência energética e projetos de restauração de biomas e de atividades produtivas sustentáveis de madeiras nativas, fibras e frutos na região Nordeste. De acordo com o BNDES, os investimentos do fundo podem atingir, até 2014, recursos da ordem de R$ 1 bilhão. Mais informações (arquivo em PDF):
http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Institucional/Sala_de_Imprensa/Galeria_Arquivos/Apresent
acao_Fundo_Clima.pdf

Instituto Fernandes Figueira lança programa para evitar doença que pode cegar bebês
O Instituto Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz (IFF/Fiocruz), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), está com um programa de prevenção para promover o diagnóstico e tratamento precoces de retinopatia da prematuridade – doença que afeta bebês prematuros e, se não tratada a tempo, pode levar à cegueira. A iniciativa envolve a capacitação de enfermeiros e neonatologistas de unidades hospitalares com UTI neonatal, além de exames e acompanhamento dos bebês. Por estar associada aos prematuros, a retinopatia carece de práticas e cuidados neonatais. A administração e o monitoramento inadequados de oxigênio, infecção e controle de temperatura inadequado podem propiciar o desenvolvimento da doença dos bebês nas UTIs neonatais, além de infecções, quando há problemas de nutrição e de controle de temperatura e de dor. Mais informações: http://www.iff.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=588&sid=11

Estudantes universitários ganham nova opção de bolsa da Capes e CNPq  
Uma parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) cria uma nova modalidade de bolsa de estudo: “Jovens Talentos para a Ciência”. Este ano, o programa vai oferecer bolsas a 6.000 estudantes que ingressaram nas Universidades Federais e Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Nos próximos anos, a proposta será estendida para os jovens que entrarem em universidades estaduais e também não públicas. O objetivo da bolsa é identificar precocemente os melhores estudantes universitários para assim estimulá-los ao interesse e dedicação plena ao aprendizado acadêmico e a prática em Ciência e Tecnologia. Os alunos serão selecionados internamente em cada instituição, por meio de prova de conhecimentos. Os aprovados já receberão as bolsas a partir do segundo semestre de 2012. Os resultados classificatórios poderão ainda ser utilizados como critérios de prioridade nos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação Científica e no Programa Ciência sem Fronteiras. Mais informações: www.capes.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/36-noticias/5255-capes-e-cnpq-criam-nova-bolsa-qjovens-talentos-para-a-cienciaq

Uenf equipara suas bolsas de estudo às da FAPERJ                 
A Reitoria da Uenf anuncia que todas as bolsas oferecidas pela universidade serão reajustadas e equiparadas aos valores das bolsas oferecidas pela FAPERJ, que recentemente concedeu aumento médio de 16,4%. A mudança abrange não só as bolsas da pós-graduação (mestrado e doutorado), como também as bolsas de iniciação científica, monitoria e extensão, que são concedidas a alunos de graduação. A partir de março (com pagamento no início de abril), portanto, as bolsas de mestrado e doutorado, que eram de R$ 1.200 e R$ 1.800, respectivamente, passarão para R$ 1.400 e R$ 2.100. Já as bolsas de iniciação científica passam de R$ 360 para R$ 420. As bolsas de extensão e monitoria também passarão de R$ 360 para R$ 420. Mais informações: www.uenf.br

Escola de Música promove Curso de Extensão em Produção Cultural
Entre
5 e 16 de março, músicos e demais profissionais que atuam no meio musical poderão se inscrever para o Curso de Extensão em Produção Cultural, oferecido pela Escola de Música, da UFRJ e que será ministrado por Alexandre Negreiros, doutorando em Políticas Públicas, compositor, produtor, sociólogo e mestre em Musicologia pela UFRJ, com extensão em Direito pelo Instituto Brasileiro de Mercados de Capitais (Ibmec-RJ). O curso, que é gratuito, está previsto para começar em 19 de março e terá carga horária de 32h e duração de quatro meses. Serão 16 aulas, sempre às segundas-feiras, das 19h às 21h, que discutirão temas relacionados à atuação do músico, tais como Cadeia Produtiva, Economia Criativa, Leis de Incentivo, Regulação do Trabalho Profissional, Direitos Autorais e Direitos Conexos. Para se inscrever, os interessados deverão se dirigir ao setor artístico da Escola de Música (EM), que fica na Rua do Passeio, 98, Lapa, Centro do Rio. Mais informações: http://www.musica.ufrj.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1050:em-promove-curso-de-extensao-em-producao-cultural&catid=39:gerais&Itemid=86

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes