O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Seminário debate importância de indicadores para elaboração de políticas públicas
Publicado em: 27/08/2009

Seminário debate importância de indicadores para elaboração de políticas públicas

 

Paulo Botelho 

     
   Sérgio Ruy Barbosa destacou o uso de
   indicadores para modernizar a gestão pública
“A modernização dos processos de gestão e o uso de ferramentas de planejamento pela máquina pública ainda fazem parte de um processo recente na administração do estado do Rio. Por conta disso, o investimento pelo setor público fluminense na formação de técnicos especializados em construir indicadores é essencial para desenvolvermos políticas públicas de médio e longo prazos em nosso estado”. A afirmação foi feita pelo secretário estadual de Planejamento e Gestão do Rio, Sérgio Ruy Barbosa, na manhã de quarta-feira, 26 de agosto, na abertura do 5 Seminário Fluminense de Indicadores, evento apoiado pela FAPERJ. "A construção dos indicadores não garante a execução nem a obtenção das metas pretendidas nem a mensuração dos resultados das políticas públicas aplicadas, mas sem eles a gente não sabe os resultados dos recursos financeiros, humanos, logísticos, enfim, de tudo que foi empregado na implementação de uma dada política", acrescentou.

Realizado pela Fundação Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro (Ceperj), instituição formada pela fusão da Fundação Escola do Servidor Público (Fesp) e da Fundação Centro de Informações e Dados do Rio de Janeiro (Cide), o evento se propôs a debater nos dias 26 e 27 de agosto, indicadores capazes de medir questões relativas à segurança e cidadania, conjuntura econômica, gestão pública e preservação ambiental.

A mesa de abertura do evento contou ainda com a presença do presidente do Ceperj, Jorge Barreto; do diretor de pesquisas do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP), Thales Pontes Luz; do assessor da diretoria de tecnologia da FAPERJ, Luis Antônio Moraes Filho (na ocasião representando o presidente da instituição, Ruy Garcia Marques); e da representante da Associação Nacional de Instituições de Planejamento, Pesquisa e Estatística (Anipes), Márcia Borja.

O presidente do Ceperj, Jorge Barreto destacou a importância dos temas debatidos no evento para o planejamento das políticas públicas do estado. “Temas como meio ambiente e segurança pública são fundamentais para o planejamento de ações eficazes a longo prazo”, explicou Barreto. Ele também explicou o papel da sua instituição na discussão de outros temas que contribuam para formulação de políticas públicas. “O Ceperj se propõe a ser uma escola de gestão em políticas públicas e um centro de estatísticas, estudos e pesquisas para auxiliar o governo do estado. Com isto, esperamos desenvolver e ampliar e discussão acerca de um novo projeto nacional para o desenvolvimento do país. Neste ponto, um dos temas que nossas pesquisas e estudos poderão ajudar no debate é a questão da exploração das camadas de pré-sal do petróleo”, afirmou.

Já o assessor da diretoria de tecnologia da FAPERJ, Luis Antônio Moraes Filho lembrou da importância da consulta à base de dados e estatísticas com credibilidade para a política de apoio à pesquisa desenvolvida pela Fundação. “Para elaborarmos os editais e programas de bolsas e auxílios que utilizamos para apoiar a pesquisa no estado, precisamos consultar indicadores fornecidos pelo estado. Por meio deles, poderemos saber onde e como investir, quais as áreas mais prioritárias e, principalmente, medir a eficácia dos projetos que apoiamos”, explicou Moraes Filho.

O diretor de projetos do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP), Thales Pontes Luz também destacou o uso de indicadores e explicou o trabalho desenvolvido por sua instituição. “Criado em 1999, o ISP desenvolve relatórios estatísticos voltados para apoiar as ações de segurança no Estado tais como o mapeamento digital da criminalidade, quadro de locais e horários de incidência criminal; avaliação de risco e indicação de linhas de ônibus para maior policiamento; monitoramento diário de crimes considerados como prioridades no estado, entre outros”, enumerou.

Por último a representante da Anipes, Márcia Borja destacou o crescimento de participantes do evento e a importância dos debates ali realizados. “Esta é a maior edição do seminário, com mais de 350 participantes entre autoridades, representantes do governo do estado e também de outros estados como São Paulo, Minas, Recife e Paraná, além de servidores, 17 professores, especialistas e pesquisadores, o que nos dá maior respaldo e credibilidade em nossos debates”, explicou. “Desta forma, este evento deve contribuir para fortalecer a figura do técnico e gestor público, disseminar informação confiável e criar novas metodologias que ajudem no desenvolvimento econômico e social”, concluiu.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes