O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Profissionais da saúde se reúnem para debater saúde da família no 47º Congresso do Hupe
Publicado em: 27/08/2009

Profissionais da saúde se reúnem para debater saúde da família no 47º Congresso do Hupe

 Divulgação / Hupe

    
            A mesa de abertura do congresso foi presidida pelo reitor 
                   da Uerj, Ricardo Vieiralves (segundo à direita)
Sob o tema Saúde da Família, o 47 Congresso Científico do Hospital Pedro Ernesto reuniu, nesta quarta-feira, 26 de agosto, médicos, professores e estudantes na Capela Ecumênica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) durante a cerimônia de abertura. Na atual edição, o congresso visa contribuir para o aprimoramento do ensino, pesquisa e assistência no âmbito da atenção primária em saúde. O tema foi bastante destacado por todos os presentes, pela oportunidade e pela possibilidade de expandir esse modelo de atenção a toda a sociedade fluminense.

No congresso, cujas atividades tiveram início na segunda-feira, 24 de agosto, e se estenderão até sexta, 28 de agosto, a ideia é unir estratégia de saúde da família com as demais especialidades médicas e os diferentes níveis do sistema de atendimento em saúde, numa atenção multiprofissional e interdisciplinar. Segundo o presidente do congresso, Ricardo Donato, "estratégias de saúde da família exigem um investimento bem menor do que os custos de um sistema em que a atenção primária é desorganizada". "Cidades de grande porte, como Belo Horizonte, já recolhem inúmeros benefícios econômicos sociais e sanitários desse investimento", disse.

Ele frisou ainda o caráter inovador da instituição que, em 1976, implantou um programa de residência pioneiro nesse campo. "Ainda não vi congresso de hospital universitário abraçando um tema como esse. Não falando apenas de tratamento de doenças, mas buscando uma perspectiva mais integrada entre os diferentes níveis de atenção à saúde. Nossa iniciativa certamente contribuirá para o fortalecimento da atenção primária em saúde no estado", afirmou.

No início da cerimônia, foi apresentado um vídeo, anunciando, desde já, o tema do 48. Congresso, a se realizar em 2010: “Saúde do Homem”. O próximo congresso será presidido pelo professor titular de Urologia da Faculdade de Ciências Médicas da Uerj, que há muito vem defendendo a adoção de uma política de saúde voltada para essa temática. Na mesa de abertura, estavam: o reitor da universidade, Ricardo Vieiralves; a vice-reitora da Uerj, Maria Christina Paixão Maiolino; a diretora do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Claunara Schilling de Mendonça, presidente de honra do congresso; o professor Ricardo Donato Rodrigues, presidente do 47 Congresso do Hupe; o diretor do Hupe, Rodolfo Acatauassú Nunes; o diretor do Centro Biomédico da Uerj, Paulo Roberto Volpato Dias; e o presidente da FAPERJ, médico e professor da Uerj, Ruy Garcia Marques, representando o Secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso.

Lembrando visita feita a Cuba, anos atrás, o reitor Ricardo Vieiralves falou sobre a escolha do tema do congresso e manifestou o desejo de ver a saúde fluminense atingir a universalização, chegando a uma situação semelhante à que viu em Havana. Esse também foi o ponto destacado pelo subsecretário municipal de Atenção Primária, Vigilância e Promoção da Saúde, Daniel Soranz, que representou o secretário Hans Dohmann. Ele enfatizou a meta de se ampliar os programas de saúde da família como forma de expandir o modelo de universalização. "Para que daqui a 10, 15 anos tenhamos um sistema de saúde mais universal", disse. O diretor do Hupe, Rodolfo Acatauassú, também bateu na mesma tecla. Ao frisar a importância do tema, ele lembrou a força agregadora da família, célula-mãe da nossa sociedade.

Agradecendo a homenagem recebida com a escolha para presidir o 47 congresso, Claunara Schilling falou sobre a importância da atenção primária nas políticas do Ministério da Saúde. "A saúde da família representa para o Sistema Único de Saúde (SUS) a força da gestão municipal no processo de universalização da atenção básica no país. O que significa também trazer uma melhora das condições de saúde da população brasileira", falou.

Representando o secretário Sérgio Cortes, a subsecretária estadual de Atenção à Saúde, Hellen Harumi Myamoto, ressaltou a importância do ensino e da pesquisa e de outras estratégias para se ter um sistema de saúde mais efetivo. O presidente da FAPERJ, Ruy Garcia Marques também enalteceu a significância do tema escolhido para o congresso e falou sobre a atuação da instituição para a melhoria da infraestrutura da Uerj para pesquisa. "Desde 2007, vimos tentando ampliar o apoio às instituições de ensino e pesquisa do estado. Dos 10 municípios em que havia projetos financiados pela FAPERJ àquela época, hoje, são 51 cidades, mais da metade dos municípios fluminenses", explicou. E falou ainda sobre o olhar diferenciado com que a Fundação procura contribuir para a melhora das universidades estaduais. "A FAPERJ tem que ter um olhar diferenciado para a Uerj, Uenf e Uezo. Afinal, cabe ao Estado dotar as suas universidades da infraestrutura necessária para a pesquisa. No biênio 2007-2008, destinamos R$ 87 milhões à pesquisadores e alunos da Uerj. Dos primeiros meses deste ano até agosto, já foram mais cerca de R$ 30 milhões. Isso significa dizer que 1/5 dos recursos da Fundação estão direcionados à universidade, que é a maior estadual sediada no estado", completou.

Numa participação conjunta, as associações de Medicina de Família e Comunidade do Rio de Janeiro e do Espírito Santo estão promovendo a Jornada Interestadual, numa atividade integrante do congresso. Nas dependências do Hospital Pedro Ernesto, entre conferências, cursos, mesas-redondas, apresentação de pôsteres e painéis, o congresso conta ainda com vários estandes, entre eles o da FAPERJ, em que funcionários da Fundação faziam distribuição de material institucional e tiravam dúvidas sobre as diversas linhas de fomento. O evento se encerra nesta sexta-feira.

 

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes