O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Programa Apoio às Engenharias tem R$ 8 milhões para projetos
Publicado em: 10/07/2008

Programa Apoio às Engenharias tem R$ 8 milhões para projetos

Nesta quinta-feira, 10 de julho, a diretoria da Fundação lançou mais um programa inédito. Com recursos de R$ 8 milhões, Apoio às Engenharias é voltado a projetos conjuntos entre professores e alunos de instituições de ensino superior (IES) nas diversas áreas das engenharias, e empreendedores de empresas brasileiras, sediadas no estado do Rio de Janeiro. Entre seus vários objetivos, o edital prevê que as propostas contribuam para a criação, o fortalecimento e a ampliação de programas de pós-graduação stricto sensu em instituições fluminenses, em assuntos relativos às engenharias; promover a inserção de mestres (bolsas de treinamento e capacitação técnica), recém-doutores (bolsas de pós-doutorado recém-doutor), alunos de graduação (bolsas de iniciação tecnológica) e alunos de pós-graduação (bolsas de mestrado ou doutorado) em projetos de inovação tecnológica, desenvolvidos em parceria com empresas brasileiras; recuperação da infra-estrutura das áreas de engenharia de instituições de ensino superior e das empresas participantes.

Segundo as definições do cronograma, o prazo para submissão de projetos tem início nesta quinta-feira e se estende até 12 de setembro. A cópia impressa das propostas deverá ser entregue ao setor de protocolo da Fundação até 19 de setembro e a divulgação dos resultados está prevista para acontecer a partir de 9 de outubro. 

As propostas participantes deverão ser classificadas em duas seguintes faixas, de acordo com o montante solicitado: A - entre R$ 200.001 e R$ 400 mil, com um mínimo de cinco pesquisadores doutores; B - até R$ 200 mil, com um mínimo de três pesquisadores doutores. Serão apoiadas até 12 propostas na faixa A. Os contemplados poderão ainda solicitar: na faixa A até duas bolsas de mestrado e duas de doutorado, para alunos dos programas de pós-graduação das IES partícipes (duração máxima das bolsas: 24 meses para o mestrado e 48 meses para o doutorado); até duas bolsas de treinamento e capacitação técnica (TCT 5) para mestres graduados em programas de pós-graduação das IES, visando sua inserção em empresa parceira para o desenvolvimento do projeto de pesquisa. As bolsas, nesses casos terão duração máxima de 12 meses, com possibilidade de duas renovações por igual período; até duas bolsas de pós-doutorado, visando a sua inserção em empresa parceira para o desenvolvimento do projeto de pesquisa. As bolsas concedidas nesta modalidade também terão duração máxima de 12 meses, com possibilidade de duas renovações por igual período; até quatro bolsas de iniciação tecnológica, para graduandos das IES que acompanharão o desenvolvimento dos projetos, tanto nas instituições quanto nas empresas, com duração máxima de 12 meses e possibilidade de uma renovação por igual período.

Na faixa B uma bolsa de mestrado e uma de doutorado, para alunos dos programas de pós-graduação das IES partícipes; uma bolsa de treinamento e capacitação técnica (TCT 5) para mestre graduado em programas de pós-graduação das IES, visando sua inserção em empresa parceira para o desenvolvimento do projeto de pesquisa; uma bolsa de pós-doutorado, visando a sua inserção em empresa parceira para o desenvolvimento do projeto de pesquisa; até duas bolsas de iniciação tecnológica, para graduandos das IES que acompanharão o desenvolvimento dos projetos, tanto nas instituições quanto nas empresas.  A duração das bolsas são idênticas como definidas para a faixa A. Os recursos do programa serão pagos em duas parcelas.

O programa poderá custear itens, como material de consumo; material permanente e equipamentos, incluindo componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; obras de infra-estrutura e instalações (até 30% do montante solicitado); serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas), desde que eventuais (até o limite de 20% do montante solicitado); diárias e passagens (até o limite de 10% do montante solicitado); despesas acessórias de importação e de instalações necessárias ao adequado funcionamento de equipamentos constantes nas propostas.

Confira a íntegra do edital:
Apoio às Engenharias

Veja aqui a relação completa de editais lançados em 2008.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes