O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Jovens Talentos põem Bom Jesus em destaque no cenário fluminense
Publicado em: 10/07/2008

Jovens Talentos põem Bom Jesus em destaque no cenário fluminense

Vinicius Zepeda

  Acervo Ricardo Teixeira 
    
   Cidade em festa: banda mantém viva tradição
     musical de apresentações comemorativas


Fogos de artifício colorindo o céu durante as alvoradas. Bandas de música. Crianças alegres. Coloridas barraquinhas por toda a cidade. Bolas, pirulitos, algodão-doce, maçãs-do-amor. Várias procissões em honra ao Divino Espírito Santo. A memória do saudoso Padre Antônio Francisco de Mello e seu poema Morrer sonhando, imortalizado como hino do Colégio Estadual que leva seu nome. Todo ano, durante o mês de agosto, este é o cenário das comemorações de aniversário da cidade de Bom Jesus de Itabapoana, Noroeste Fluminense, divisa com o Espírito Santo. Porém, nem só da forte tradição religiosa e musical vive o povo de lá. O ensino também tem contribuído para o desenvolvimento local. Cynthia Medeiros Alvarenga, 17 anos, e Jadson Gomes de Oliveira, 19, moradores de lá, que o digam. Com apoio do programa Jovens Talentos (JTs) – parceria entre a Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj) e a FAPERJ de incentivo a estudantes do ensino médio/técnico da rede pública fluminense para atuar em instituições de ensino e pesquisa do estado do Rio de Janeiro – os estudantes apresentaram trabalhos científicos sobre a qualidade do leite local.

As apresentações dos bonjesuenses – designação para quem nasce em Bom Jesus de Itabapoana – fizeram parte de vários seminários que estão ocorrendo no Colégio Técnico Agrícola Ildefonso Bastos Borges da Universidade Federal Fluminense (CTAIBB/UFF), escola técnica profissionalizante do ensino de ciências agrárias da UFF naquele município. Além dos dois, outros Jovens Talentos (JTs) estarão apresentando seus trabalhos no CTAIBB/UFF até o final de novembro. Segundo Paula Bastos, médica veterinária e responsável pelo Laboratório de Microbiologia de Alimentos do local, os eventos são uma rara oportunidade para os estudantes e bolsistas JTs trocarem conhecimentos sobre as pesquisas desenvolvidas por seus colegas. “Além disso, eles aprendem a realizar pesquisas bibliográficas, organizar textos técnicos para apresentação e falar em público”, acrescenta ela.

No dia 30 de maio Cynthia Medeiros apresentou uma pesquisa sobre concentração de bactérias presentes no leite cru. Segundo o estudo, as análises bacteriológicas auxiliam na detecção da qualidade do produto. “Os dados preliminares da pesquisa foram desenvolvidos em três pequenas propriedades rurais da nossa cidade. Duas delas apresentaram leite dentro dos padrões bacteriológicos em 100% das amostras, o que indica boas normas de higiene e limpeza durante a ordenha”, recorda a estudante.

 Divulgação/CTAIBB/UFF

   
  Cynthia Medeiros e Jadson Oliveira, no laboratório
    do CTAIBB/UFF: jovens se dedicam à ciência
De pai comerciante e mãe costureira, Cynthia é a filha mais nova de um casal de filhos. Seu irmão mais velho, Felipe Alvarenga, também foi bolsista JTs e atualmente estuda ciências sociais na Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense). “No cotidiano, nós mantemos a forte tradição musical da cidade; meu irmão toca clarinete e eu toco saxofone na banda da cidade há seis anos”, explica. Sobre sua apresentação no seminário, apesar do nervosismo, a estudante recorda que tudo correu bem. Para ela, o apoio de sua orientadora, a médica veterinária Paula Bastos, foi fundamental. Após terminar seus estudos, ela sonha em fazer faculdade de enfermagem.

A música também faz parte da vida de Jadson Oliveira. Ele estuda violão sozinho e pretende começar a aprender bateria para formar uma banda de metal sinfônico. Nela, as letras serão feitas a partir das poesias que gosta de escrever. Oliveira apresentou, em 27 de junho, um trabalho sobre a contaminação de laticínios pelo Staphylococcus spp – bactéria comumente transmitida pelo homem durante o processo de ordenha da vaca até a embalagem final do leite“. A falta de cuidados na produção de queijos artesanais tipo minas frescal pode levar a contaminação por esse microorganismo. Uma das formas de evitarmos que isto ocorra é por meio da limpeza e desinfecção de utensílios do laticínio, do ambiente em geral e, principalmente, da higienização das mãos dos manipuladores”, explica o estudante.

  Divulgação
    
   Bom Jesus de Itabapoana: ensino contribui para
   o desenvolvimento econômico e social da região
De mãe doméstica e pai mecânico aposentado, Jadson é o mais velho de cinco irmãos. Atualmente o estudante não é mais bolsista do programa Jovens Talentos. Porém, os dois anos que participou do projeto mudaram completamente sua vida. Sua dedicação ao laboratório foi tanta que, após o término de sua participação nos JTs, seu orientador o convidou para ser monitor do laboratório do CTAIBB/UFF, onde ele acompanha várias análises e ajuda professores e alunos em suas pesquisas. “Antes dos JTs meu sonho era seguir carreira ou nas áreas de música ou administração. Hoje ainda gosto das duas áreas. Porém, no que diz respeito ao futuro, confesso-me inclinado a seguir carreira nas áreas biológicas ou então, cursar gastronomia”, destaca.

O diretor presidente da FAPERJ, Ruy Garcia Marques, também bonjesuense e da primeira turma de alunos formandos do Ginásio Estadual Padre Mello (hoje Colégio Estadual), além de recordar os belos momentos da juventude passados em Bom Jesus, ressalta a importância do programa Jovens Talentos. "Como é gratificante constatar que a FAPERJ está cumprindo o seu relevante papel na formação de recursos humanos também no interior do estado, como em Bom Jesus do Itabapoana, minha cidade natal, onde ainda tenho muitos parentes e amigos. Este programa, Jovens Talentos, é de fundamental relevância, pois, certamente, é daí que sairão os grandes pesquisadores do amanhã, de que tanto precisamos".

Até o dia 28 de novembro, data da última apresentação no CTAIBB/UFF dos seminários dos Jovens Talentos, mais de vinte estudantes deverão ter se apresentado. As palestras versarão sobre temas ligados a área de agropecuária e agricultura como defumação de produtos derivados de carne, higienização e fermentação de laticínios, a importância da análise sensorial na indústria de alimentos, entre outros. Enquanto novembro não chega, os alunos têm muito trabalho pela frente ainda. Mas agosto chega logo. E como ninguém é de ferro, a cidade toda se agita mais uma vez nos folguedos do seu aniversário...

Mais informações: CTAIBB/UFF – Módulo II, Bom Jesus de Itabapoana, RJ
                              Telefone (22) 3831-1248

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes